Monday, September 13, 2004

Cansado

Minha Querida,

Perdoa-me já não te saber escrever. Perdi as forças, perdi o ânino, perdi o encanto. Perdi-me...No exacto momento em que te consegui alcançar. Ou tocar. De leve...Para depois cair num buraco onde a luz não parece chegar. Essa luz que me dava alento. Essa luz que me fazia sorrir. Essa luz que me fazia sonhar. Essa luz que vinha de ti e era toda tua.

Agora sinto falta. Tenho medo de sair e encontrar outro Mundo. Um Mundo mais triste, um Mundo sem Sol. Ao menos aqui neste buraco posso pensar que ainda existes algures e que só morreste para mim. Mas ainda brilhas.

Mas e se deixaste mesmo de brilhar? Se eu saio e descubro que o teu brilho desapareceu? De alguma forma misteriosa desapareceu? Qual seria a razão da minha existência? E desse Amor que te devotei e devoto?

Por isso perdoa-me. Vou ficar por aqui escondido. Agarrado aos meus sonhos. Agarrado aquilo em que ainda acredito, mesmo que atemorizado pela hipótese de só acreditar em ilusões.

Ao menos aqui ainda te Amo...

1 comment:

Anjo Do Sol said...

Gostei de ler as tuas cartas à "Julieta".
Escritas para encantar e deliciar.
Belas.
Bjitos